Índia tem rede social para portadores de HIV

NOVA DELHI – Viúva aos 30 anos de idade e HIV positivo, Chhaya Tope se submeteu a uma vida de solidão. Até que um site para indianos portadores do vírus da AIDS fez com que ela voltasse a se sociabilizar.

Há seis meses, o desespero levou Tope a criar um perfil na rede social Positive Saathi (www.positivesaathi.com) e, desde então, mantém contato com um indiano HIV positivo que mora no Canadá, com quem pretende se casar no próximo mês.

“Quando eu soube que meu marido me transmitira essa doença, fiquei amargurada e revoltada. Pensei que minha vida tinha terminado e cheguei a tentar me suicidar”, contou Tope, “Mas meu noivo é uma pessoa tão carinhosa! Ele também é HIV positivo, por isso entende minha situação. Vamos nos casar em breve graças ao site.”

O Positive Saathi estreou no ano passado e cerca de 460 homens e 60 mulheres já criaram perfis. Muitos deles estão namorando e planejam se casar.

Anil Kumar, funcionário público e fundador do site, disse que não tem idéia de quantos casamentos já aconteceram por causa do Positive Saathi e que é muito feliz por ajudar portadores de HIV, normalmente discriminados pela sociedade.

Fonte: Reuters in Info Online

%d blogueiros gostam disto: