Cientistas norte-americanos revelam o “superpoder” da invisibilidade

Preferia voar ou ser invisível? A pergunta parece fazer mais sentido agora que cientistas norte-americanos descobriram novos materiais que conseguem desviar a direcção da luz para o lado errado com um prisma. A ideia é tornar os objectos praticamente invisíveis ao olho humano.


A descoberta foi ontem revelada por cientistas norte-americanos que estão a estudar novos materiais, a que chamaram “metamateriais” e que conseguem desviar a direcção da luz. Os cientistas da universidade de Berkeley, liderados por Xiang Zhang e financiados pelo Pentágono, vão publicar esta semana a novidade nas revistas “Nature” e “Science”.

O método usado para desviar a direcção da luz é feito de “metamateriais”, substâncias artificialmente criadas através da nano tecnologia, que refractam a luz na direcção oposta à que atravessaria um prisma de vidro.

Desviar a direcção da luz para o lado contrário, o que os cientistas chamam de “índice de refracção negativa”, é considerado impossível com materiais naturais. Mas os “metamateriais” descobertos por estes cientistas, com uma estrutura semelhante à de uma rede de pesca, sao feitos com materiais nanométricos com camadas de prata e magnésio, eficazes o suficiente para superaram este impedimento.

As aplicações imediatas para os “metamateriais” concebidos em Berkeley passam por exemplo pela produção de lentes especiais que vão permitir ver vírus ou até moléculas de ADN. Os cientistas acreditam que a técnica pode ser desenvolvida para criar um manto de invisibilidade. No campo militar, a descoberta pode ter aplicações na camuflagem.

Mas a imaginação pode remeter-nos para outros campos, menos convencionais: como a da invisibilidade descrita por autores como H.G. Wells (“O homem Invisível”) e J.K. Rowling, em que o herói Harry Potter caminhava tranquilamente incógnito nos corredores de Hogwarts.

FONTE: PUBLICO.PT

%d blogueiros gostam disto: